> Arquivo

A Posicao dos Judeus Expulsos [Anexo 2]

RG:
ARQ/251

Ficha:
291

Data:
18/02/1939

Arquivo:
1546

De:
Lord Winterton

Tipologia:
Memorando

Classificação:
Ostensivo

Cidade:
Genebra

País:
Suica

Idioma:
Frances

Lata:
630

Maço:
9697

Número de páginas:
2

Documento no.:
12

Síntese:

1. Cópia do memorando enviado por Lord Winterton, Presidente da Comissão de Londres, aos membros do Comitê ntergovernamental. O Diretor Winterton recorda que em 13/01/1939, o Embaixador polonês circulou por todos os membros um memorando relativo a posição dos judeus expulsos da Alemanha para a Polônia em outubro de 1938. Neste memorando é declarado que os judeus em questão eram por volta de 10500, e que desse total, 30% haviam nascido na própria Alemanha, enquanto 40% nasceram em territórios do Reich alemão. O Embaixador declara que o governo polonês pede ao Comitê Intergovernamental a extensão dessas atividades para os judeus de nacionalidade polonesa residentes no Reich, ou quem foi recentemente obrigado a sair. [p.1]

2. Sobre o parágrafo 8 da resolução da Conferência de Evian, de 14/07/1938, o escopo das atividades do Comitê Intergovernamental foi definido que as pessoas atendidas pelo referido Comitê deveriam ser as que ainda não deixaram os seus países de origem (Alemanha, incluindo a Áustria), e que devem emigrar por conta da situação política, razões religiosas ou origem racial; e também pessoas que já deixaram seus países de origem e que ainda não se estabeleceram em lugar algum. [p.1]

3. Trazendo esta questão antes da reunião do Comitê Intergovernamental do dia 14/02/1939, Lord Winterton deseja expressar a opinião de que os judeus de nacionalidade polonesa que nasceram ou residiam permanentemente em qualquer território que faz parte do Reich e que foram expulsos da Alemanha para a Polônia em outubro de 1938, devem sensatamente estar atentos como as pessoas desse país de origem é a Alemanha e estes foram assimilados como emigrantes involuntários da Alemanha que vinham com o âmbito do mandato do Comitê. O Diretor atenta que sob essas circunstâncias excepcionais, a inclusão de tais pessoas ao âmbito do Comitê não poderiam ser consideradas como um precedente para a extensão das atividades para outras pessoas de posse de qualquer outra nacionalidade que não seja alemã. [p.2]

4. A discussão do assunto no Comitê revelou que não foi possível aceitar qualquer decisão sem promover uma deliberação, É por essa razão que foi decidido que a questão deveria ser aludido nos Governos representados no Comitê para instruções adicionais. Lord Winterton pede aos membros do Comitê que perguntem aos seus Governos se possuem alguma objeção a essa proposta de aumento do escopo do Comitê; e caso não haja, em 15/03/1939 o próprio diretor deverá propor um encontro para a aprovação dos membros. [p.2]

Observação:

- Carimbo: S. de E. das Relações Exteriores. Serviço de Comunicações. 08/04/1939 n° 5565.
- Carimbo: Saído 09/05/1939.
- Anexo ao ofício nº 23, de 06 de Março de 1939.

Palavras Chave:

antissemitismo; Alemanha; Austria; Comissao de Londres; Comite Intergovernamental; Embaixador; emigracao; Genebra; judeus; Ministerio da Relacoes Exteriores; poloneses; Polonia; semita; raca; racismo; refugiados; Reich; Reparticao Internacional do Trabalho.

Imagens Relacionadas:

DOCUMENTO470281009031244